quinta-feira, 20 de outubro de 2011

É agora.

Me dê sua mão... é esse o momento.
Torço para que nossas vidas não mudem,
para que acordar cedo volte a ser nosso maior problema,
para que a fome torne a ser a única coisa que me embrulha o estômago.

Eu te amo.

Um comentário: