terça-feira, 22 de novembro de 2011

Dia D.

Hoje é o dia em que eu coloco um ponto final nas poesias. Existe gente que nasceu pra poesia, tem gente que exala a poesia e tem pessoas como eu, que pensam que sabem escrever de tudo.

Na verdade eu não sei escrever quase nada. E não estou na foça como sempre. Estou sendo realista e focando o blog só em textos, que eu penso escrever melhor do que as 'poesias'.

Poesia quando tem que ser explicada, não é poesia. É um texto 'enviadado'. Eu sempre precisei de 'motivos' pra escrever, não surgia nada do nada. Já os textos... surgem inteiros na minha cabeça de forma TÃO mais simples!

Cansei desse mundo cruel.

Beijão pra quem leu!

2 comentários:

Carolina Cruz disse...

Poesia em prosa também são poesias. Eu amo você e amo os textos.

Gabriel Gomez disse...

Os seus textos são muito bons mesmo.
Mas não concordo com o que falou sobre poesia. Se você consegue ler Alberto Caeiro, Pablo Neruda, Cora Coralina, Manoel de Barros, etc, e entender TUDO de primeira, sem precisar pesquisar/pensar/procurar explicações sobre o que tá escrito, então você é um prodígio!
Poesias precisam sim ser interpretadas e explicadas. Não ligue se os outros pedem pra você explicar o que tá escrito, isso só mostra que elas não são habituadas a interpretar poesia.
Não se apague para se simplificar para os outros! Beijão (: