quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Pechinchando a vida.

Pra sair de casa devo sempre ter motivos.
Às vezes não saio, não costuro,
porque não tenho incentivo.

Ser artista é insuportável,
seja aquele de revista ou esse da imaginação,
porque a arte é imensurável.

Não existe forma de viver de arte
se você não está disposto a pechinchar a vida.
Mostrar que até seu ócio faz parte.

Se ninguém valorizar a obra,
ele morre de fome com a arte.
O estômago do artista também cobra.

Deviam ser revertidos o elogios em dinheiro,
'parabéns' e 'bela ideia' seriam as moedas,
incentivos e abraços tirariam do atoleiro.

Bendito aquele artista que banca suas ideias,
que tem amigos e família pra encher galerias,
e que faz da sua cabeça uma eterna odisseia.

Um comentário: