sexta-feira, 24 de junho de 2011

Para uma irmã.

Como uma visita tapada, fiquei 19 anos convivendo com você. Foram brincadeiras, brigas, histórias, medos, conquistas, saídas e emoções divididas com alguém que me ama muito, e que eu amo muito.

Agora você é quase formada, tem 23 anos, um emprego, amigos que te acompanham em tudo e uma beleza incrível em todos os aspectos! Você é uma pessoa que me dá muito orgulho, fazendo ou não movimentos no twitter.

Não consigo escrever sobre você sem chorar, então, me perdoe ser curta de novo, me perdoe meus abraços também curtos e minhas lágrimas que, de tão curtas, não caem dos olhos... mas é meu jeito de dizer que te amo, e que não existe tamanho no mundo suficiente pra medir o quanto eu quero ver você feliz.


Parabéns, Cal!
EU TE AMO MUITO!

2 comentários:

Carolina Cruz disse...

Parafraseando, "não consigo escrever sobre você sem chorar". Sim, isto serve para mim também.

Obrigada pelo e-mail e obrigada pelo post. Saiba que sua inconveniente visita gerou uma forte amizade entre nós. Não somos apenas parte da mesma família, somos amigas. E sabemos que nossa promessa de nunca mais emprestar algo ou não dar abraços é quebrada no minuto seguinte, porque sempre vai existir algo que só você poderá saber e guardar consigo. Te amo!

Um adendo: o título está ortograficamente errado. É "irbã" não "irmã"... Jornalista!

enD disse...

Não vou corrigir, eu que sei kkkkkkkk.

Obrigada, irbã, te amo demais!
Me desculpa a pobreza dos meios pra falar com você...


Beijo!