quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Se limpe.

Limpeza não é só coisa de velho ou de rico, limpeza é questão de higiene. Quando alguém duvida da sua higiene, está duvidando do seu caráter. E que venham os fracos e fedidos me atolarem de comentários mal cheirosos!

Conheço pouca gente porca. Porca mesmo, que não lava a mão depois de ir ao banheiro, que não escova os dentes até segunda ordem, que não troca suas roupas de cama, que se acomoda com suas meias pretas de sujeira, que passa grande parte do tempo reclamando da imundice sem mover um músculo pra tirá-la dali. Esses eu conheço... e reconheço pelo cheiro.

Eu quero ser o outro extremo, mas acabo ficando no meio termo. Sou daquelas que não repete camiseta sem lavar e, só repete calça porque não tem muita opção nem máquina de lavar. Por ter o olfato muito apurado, gosto do cheiro da limpeza. Pela quantidade de alergias que tenho, PRECISO da limpeza. Aí vem a grande questão: pessoas na minha condição TEM o direito de ficarem sujas e desarrumadas?

Não, minha gente, na minha opinião, NÃO. Não é porque contamos as moedas pra comprar o sabão que não vamos comprá-lo, muito menos porque somos jovens, gostamos de festa e estamos longe dos pais! Aí vem a OUTRA grande questão: o que é ser homem?

Mais uma vez, na minha opinião, ser homem é ser humano. Todos somos homens, que precisam saber dividir seu tempo e destacar suas prioridades. Se cuidar, se limpar e manter um ambiente limpo são passos fundamentais pra você se tornar um homem. Então se você se sente bem acomodado na sua sujeira, ótimo.... já sei o que pensar sobre seu caráter.

A higiene é a base do bem-estar.

E não existe coisa mais gostosa que uma pessoa cheirosa.

---

Post feito depois de vários fatos de imundice me deixarem incrédula!

---

Beijão pra quem se lavou e leu!

2 comentários:

Rhonan Moreira Neto disse...

Oi, End!
Gostei do texto. E gosto, principalmente, da forma como você escreve. Não maltrata a Língua Portuguesa (com "P" maiúsculo!). Frases bem pontuadas, idéias (e agora "ideias", por conta do maldito acordo ortográfico, que é mais comercial do que funcional).
Parabéns pelos textos!
Acesse meu blog quando sobrar tempo: www.rhneto.blogspot.com. Ele é bem limpinho...
Um abraço!
Rhonan

unimportant disse...

É tão engraçado como atribuímos às pessoas características curiosas, mas que nos fazem lembra-las. Uma música especial, aquela música que você odeia, uma piada, uma situação embaraçosa, TUDO. Principalmente seus respectivos perfumes.
Ahhh perfume... não me canso!
Sempre tem aquele perfume que você reconhece a quilômetros e que, por enquanto anda, busca uma semelhança em cada aroma; esse, certamente, o fará mergulhar em lembranças..
Você o procura por todos os lugares. Quer tanto encontra-lo que parece que todas as pessoas que passam por você usaram um pouquinho dele, mas nunca é quem você realmente quer trombar por ai.
Lembra-se quando em desenhos animados o picapau, ou qualquer personagem que seja, flutuavam pelo ar atrás daquele cheirinho de comida? - Que inclusive sempre me dava fome nessa hora – Nossa! pareço uma louca... De olhos fechados, tropeçando, tudo só para respirar aquela última molécula daquele ar dos deuses. Viajo meeesmo ...
Tudo fica tão mais lindo quando está cheiroso!
Não preciso dizer que para qualquer tipo de sensibilidade que você tenha, você está condenado ter que lidar também com as coisas ruins, fedores. Já me disseram que eu deveria morar em uma bolha (nem é tão má ideia) sempre que eu cismo ter sentido uma fumaça no ar – confesso que é das raras vezes que eu desejo a morte de alguém. Não, não me orgulho disso... mas cemancol também não custa caro, já disse (e não vamos entrar nesse mérito ambiental, não dessa vez) - As vezes todo mundo sente depois de uns 15 minutos, mas continuo sendo a esclerose in flash & bone.
Sempre que as roupas estão no varal, adivinha? FUMAÇA.
Sempre que você acabou de tomar banho, adivinha? FUMAÇA.
Sempre quando como se já não bastasse sua alergia, ou gripe, adivinha? FUMAÇA
Sempre quando o ar já não tem mais onde ficar seco, adivinha? ________ (complete a lacuna e você ganha um doce se acertar)
Disseram também que o fedor está no meu nariz. Claro, como não me toquei antes que era isso que me incomodava?! Cheiros desagradáveis são psicológicos, assim como o frio e esse raio desse calor.
Tudo bem que devemos carregar uma balança dentro de uma mochilinha sempre que possível, o equilíbrio é ótimo mesmo, repito, mas qual a necessidade da existência do mau cheiro pra contrabalancear essa sensibilidade? ME CONTA!
É claro que todo mundo uma hora fica suado, sujinho ... Como o amor, a sujeira está no ar! E a aguitcha na torneira, o sabãozitcho na gaveta... ne?! O tio que recolhe o lixo NA SUA PORTA para você não precisar queimar ou dar para os peixes... ne?!